Diagnóstico do turbo

Estamos presentes em todos os momentos marcantes, apoiando equipes, engenheiros e motoristas em cada curva do caminho. A Garrett é uma das pioneiras e líderes mundiais em tecnologias turbo, oferecendo sistemas de sobrealimentação do motor a pilotos e entusiastas em todo o mundo.

Desempenho & Confiabilidade

Diagnóstico do turbo

Avanços em desempenho, economia de combustível e controle de emissões.

Solução de Problemas

Se você acredita que o seu veículo está com um problema relacionado ao turbo, pare antes de substituir, pois um dano no turbo geralmente pode ser um sintoma de um problema subjacente e não a causa em si.

Baixar livreto

Faça uma verificação de diagnóstico antes de substituir seu turbo

Falta de Potência

  • Verifique se o filtro, mangueiras e canos estão limpos e em boas condições.
  • Verifique se o sistema de injeção de combustível está em boas condições e ajustado corretamente.
  • Verifique se o sistema de escapamento, incluindo o catalisador e o DPF (Diesel Particulate Filter, filtro para particulados de diesel) não estão bloqueados ou danificados.

Desempenho Ruidoso

  • Verifique se a tubulação e os suportes não estão soltos ou danificados e se as conexões estão boas.
  • Verifique se há vazamentos ou rachaduras no resfriador intermediário.

Fumaça ou Consumo de Óleo Excessivo

  • Verifique se os filtros de ar estão obstruídos ou bloqueados.
  • Verifique se as especificações do óleo do motor correspondem exatamente às recomendações do fabricante do carro.
  • Verifique se o tubo de drenagem de óleo está limpo e desobstruído.
  • Verifique se há excesso de pressão no cárter do motor e se o sistema de respiro do motor está funcionando corretamente.
  • Verifique se as mangueiras e as juntas estão em boas condições.
  • Verifique se há problema de lubrificação no bloco de motor ou se há depósitos de óleo ou carbono no coletor de escape da turbine.

Desempenho & Confiabilidade

Diagnóstico especializado do turbo

Se não for descoberta nenhuma causa óbvia, certifique-se de um programa extenso de solução de problemas seja realizado por seu especialista em turbos.

1. Objetos Estranhos

Dano no rotor do turbo, causado por pequenos objetos que entram na turbina ou no alojamento do compressor em alta velocidade, resultando em instabilidade.

Dano ao rotor do compressor
Dano ao conjunto do bico injetor

2. Falta de Lubrificação

Formação de trincas de fadiga no turbo e depósito de materiais criados pelo atrito de metal e altas temperaturas como resultado de obstruções na entrada de óleo, colocação incorreta da junta e uso de cola ou silicone.

Alta temperatura e transferência de material para os mancais.
Formato e posição incorretos da junta.

3. Contaminação do Óleo

Dano no sistema de mancais do turbo causado pela alta concentração de carbono em suspensão no óleo, criado por intervalos prolongados de troca de óleo ou manutenção ruim. Dano nos mancais causado por partículas de ferro fundido em suspensão no óleo após o motor ter sido retificado.

Mancais gastos e riscados. Transferência de material de bronze para o eixo.
Partículas grandes no óleo podem causar sulcos profundos nos mancais e no colo do eixo.

4. Overspeed e Temperatura Excessiva

Dano no turbo causado pelo funcionamento além dos parâmetros projetados ou fora da especificação do fabricante do veículo. Problemas de manutenção, mau funcionamento do motor ou alterações de desempenho não autorizadas podem impulsionar as velocidades de rotação do turbo para além dos seus limites de funcionamento, causando falha por fadiga do rotor compressor e do rotor da turbina.

Aparência áspera na face posterior do rotor do compressor é sinal claro de overspeed.
Rotor da turbina com falha por fadiga devido à overspeed cíclico.